Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




António Araújo – Um português em Arguim (Parte I)

por Raúl Braga Pires, em 27.06.13

Quando cheguei a Nouakchott, a 1ª surpresa foi a notícia, logo à chegada, em cridem.org (o melhor site informativo da Mauritânia), dum português convertido ao Islão e residente na capital mauritana há já alguns anos, que não assumia uma criança como sua filha, nem o casamento contraido com a mãe desta. O caso meteu a polícia, como é óbvio e a detenção do nosso patrício por algumas horas e em calções!

A 2ª surpresa, sendo que esta foi muito positiva e muito mais a meu gosto, foi ter conhecido o António Araújo, o “Feitor-Mor” do Parque Nacional do Banco d’Arguim, entre Nouadhibou a norte e Nouakchott a sul, classificado como Património Mundial pela UNESCO, graças à importância do local para a invernada de aves aquáticas. Ah, esqueci-me de referir, o António é ornitólogo.

A Arguim que está a pensar é essa mesma, cujo Golfo começa a ser cobiçado/explorado/navegado pelos portugueses a partir de 1440 por Nuno Tristão, Dinis Dias e por Gonçalo de Sintra, que deverá ter descoberto a Ilha de Arguim em 1445, altura pela qual também é aí estabelecida uma Feitoria, destinada a adquirir escravos, ouro e goma-arábica (uma resina natural). O pagamento era feito com tecidos e trigo.

A importância estratégica do local, para à época aí centralizar o comércio português com África (de Arguim rapidamente se chegava a Tombuktu), fez com que o Infante D. Henrique tenha mandado de imediato aí edificar um castelo, o qual fica completamente operacional em 1461, já no reinado de D. Afonso V.

Para melhor conhecerem o António Araújo, vejam o “Perdidos & Achados” da SIC, que há 16 anos o encontrou na Guiné-Bissau e mais recentemente na Mauritânia.

Veja agora os videos que efectuamos na viagem até ao Parque Natural, numa missão muito especial, a qual perceberão no 3º capítulo desta aventura que agora começa a ser reportada. Importante escutar com atenção o sempre interessante e informado relato do António Araújo, ao longo deste percurso onde o Sahara encontra o Atlântico.


Para melhor se perceber a duna intransponivel com maré alta, mencionada no 1º video, opto por colocar aqui um video já do regresso, onde é bem perceptivel a importância da mesma, bem como a esperança inquebrável de 2 benfiquistas em vésperas de grandes provas!

 

 

A Continuar...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:31





Últ. comentários

  • silva

    A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...

  • silva

    A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...

  • silva

    A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...

  • silva

    A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...

  • silva

    A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...