Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Hoje há Teatro

por Duarte Victor, em 27.03.13

Os tempos que vivemos já não são de incerteza, mas de urgência. Urgência de humanidade. Sempre o foram.

 

Construímos ou ajudamos a construir sistemas económicos e políticos que acentuam as desigualdades sociais, o empobrecimento generalizado e insistimos em continuá-los e perpetuá-los até à exaustão. Tentamos procurar soluções partindo das mesmas premissas que nos trouxeram até aqui. A teoria económica dominante fracassou, mas o mito da recuperação económica prevalece.

 

Andamos em círculo atrás de nós próprios até cansar e esvaziar a vontade, esperamos por Godot como na obra teatral de Samuel Becket. O absurdo, como no teatro. Somos atores/espectadores duma tragicomédia como se a vida fosse mais visível no teatro.

Uma catarse purificadora e libertadora.

 

É desconcertante como o teatro aprofunda a nossa consciência da condição humana e se revela como um espaço de reflexão perturbadora do que somos e para onde vamos. Uma aula sublime.

 

As palavras têm a leveza do vento e a força da tempestade, como refere Victor Hugo, e em cena incendeiam o nosso espírito. Somos por natureza inquietos e o teatro desperta-nos os sentidos e o pensamento. O teatro surpreende de forma desconcertante o espectador incauto, subtrai-lhe um olhar de espanto e põe a nu o mistério da vida.

 

É nas palmas que encontra a sua força e na sua natureza a insubmissão.

 

O teatro da participação cívica, da transfiguração estética. O Teatro determinado, interventivo que não deixa o espectador indiferente a uma sociedade doente dos seus medos, das suas fraquezas, da sua brutalidade e do seu ódio. O teatro inconformado com os poderes e o vazio das nossas vidas. O Teatro bobo que ri de tudo e de todos, até de si próprio.

 

Então, a única solução para a crise está na esperança de que uma grande "expulsão" seja organizada contra nós e, especialmente, contra os jovens que desejam aprender a arte do teatro: a diáspora nova de comediantes, de fabricantes de teatro, que, certamente, a partir de tal imposição, terão benefícios inimagináveis para uma nova representação. In Mensagem do Dia Mundial do Teatro, 2013. Dario Fo

 

Hoje há teatro aqui perto de nós. Até já

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:38





Últ. comentários

  • silva

    A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...

  • silva

    A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...

  • silva

    A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...

  • silva

    A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...

  • silva

    A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...