Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Quando os estudantes calaram o ministro

por Helena Freitas, em 20.02.13

O acontecimento de hoje no ISCTE, em que o ministro Miguel Relvas foi vaiado e impedido de falar pelos estudantes, é talvez o momento mais relevante de contestação política desde que este governo está em funções. Talvez mais do que a manifestação de 15 de Setembro.

 

Podemos até não concordar inteiramente com a atitude dos estudantes, pelo facto de inibirem o ministro de falar, ou porque a sua acção não deixa de desprezar a sua função ministerial, atingindo por consequência o próprio Estado, mas a teimosa permanência deste ministro num lugar que não dignifica, só podia acabar assim.

 

Mesmo que Passos Coelho insista em manter o seu conselheiro, hoje é o último dia do ministro Miguel Relvas. Mas o pior, é que arrasta com ele a credibilidade do Estado e abala fortemente a democracia em Portugal. A partir de hoje, inicia-se a contagem decrescente do governo em funções, e tudo vai ser possível.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:40





Últ. comentários

  • silva

    A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...

  • silva

    A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...

  • silva

    A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...

  • silva

    A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...

  • silva

    A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...